Como Alugar Um Carro Na Europa

O que saber antes de você pegar a estrada na Europa.

Escolha uma agência. Grandes empresas, como a Hertz e a Enterprise, ou a Sixt, sediada na Europa, estão melhor equipadas para atender a pedidos especiais (transmissão automática, dispositivos GPS, assentos de carro para crianças). As agências locais geralmente têm preços mais baixos, mas podem não oferecer serviço 24-hour se algo der errado.

Reservar com antecedência. Ao reservar on-line, verifique o horário de funcionamento dos locais de locação. Os aeroportos estão normalmente abertos todos os dias, mas os locais do centro da cidade podem ter horários limitados, muitas vezes fechando por algumas horas ao meio-dia e durante todo o dia no domingo.

Entre em marcha. A maioria dos carros de aluguel na Europa vem com uma transmissão manual. Quando você reservar, suponha que, se um carro não for especificado como automático, não é. Agências grandes geralmente têm automáticos, mas esperam pagar um prêmio de 10 para 50 por cento.

Segure-se. Não é um dado que o seu cartão de crédito ou seguro de viagem cobrirá você automaticamente; muitas políticas não se estendem a veículos ou aluguéis caros em alguns países, como Itália e Irlanda. Você pode ter que comprar uma renúncia de danos por colisão (CDW) da agência de aluguel.

Violações de tráfego a serem observadas

Zonas de Tráfego Limitadas: Procure sinais vermelhos circulares indicando áreas restritas a veículos registrados (comum nos centros históricos da Itália). Algumas zonas estão sempre fora dos limites, enquanto outras são afetadas apenas durante certas estações ou horários do dia. Câmeras gravam seu carro, e seu bilhete chegará em sua caixa de correio meses depois.

Equipamento adequado: Alguns países exigem que cada carro contenha itens específicos, como um triângulo de advertência e um colete refletivo, ou correntes de neve durante o inverno (independentemente das condições climáticas atuais). Pergunte à agência o que você precisa e certifique-se de que nada está faltando.

Armadilhas de Velocidade: Cuidado com câmeras que etiquetam carros em alta velocidade em rodovias e estradas secundárias. Você pode ver sinais mostrando um policial ou uma câmera ao entrar em uma área monitorada. Se você estiver parado, esteja preparado para pagar sua multa no local (em dinheiro ou crédito).

Taxas de congestionamento: Certas cidades grandes, incluindo Estocolmo e Londres, cobram taxas de congestionamento por dirigir em certas zonas durante o horário de pico (normalmente entre 7 am e 6 pm nos dias de semana).

Pedágio: Se você planeja visitar a Europa Central (incluindo a Áustria, a República Tcheca, a Eslováquia, a Eslovênia e a Suíça), você precisará de um adesivo de vinheta em seu carro como prova de pagamento de imposto de circulação. Pergunte à sua empresa de aluguel de carros por um, ou compre um na fronteira.

Passear pela cidade

Táxis: Prebook um passeio em cabforce.com em cidades europeias 71 ou usar aplicativos MyTaxi de Hailo. Fãs de Uber com serviço de celular no exterior pode usar o aplicativo em cidades 14, incluindo Milão e Munique, mas taxas de transação estrangeira podem ser aplicadas.

Car sharing: Zipcar membros agora podem desbloquear veículos em Londres e Barcelona. Na Alemanha, escolha entre um BMW ou um Mini Cooper com DriveNow, ou tente um carro inteligente eco-friendly com Car2Go (inscreva-se nas cidades dos EUA participantes). Na França, tente o Buzzcar, um aplicativo de compartilhamento de carros peer-to-peer.

Transporte público: a livre Metro app oferece guias pré-carregados para transporte local em cidades 400.

Compartilhamento de bicicleta: Os programas são onipresentes e acessíveis na Europa: um passe de um dia para a Antuérpia Velo as bicicletas custam menos de $ 5.